Post to Twitter Post to Facebook

Desde o ano de sua fundação, a Radix fica no pódio da premiação realizada pelo Great Place to Work (GPTW),  em parceria com a Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH) e com o jornal O Globo.  A empresa soma em sua coleção três medalhas de ouro, duas de prata e, agora, uma de bronze.
O resultado foi divulgado na última segunda-feira, 25 de julho, na cerimônia de premiação, que ocorreu no Centro de Convenções Bolsa do Rio. As radixianas Bianca Dias e Cláudia Pittioni subiram ao palco para receber o prêmio.
Este ano, as empresas JW Marriott e a SC Jonhson conquistaram o primeiro e o segundo lugar respectivamente. Os critérios – com participação dos Recursos Humanos de cada empresa – variedade, originalidade, abrangência, calor humano e integração valem até 33% da nota alcançada. Já a pesquisa realizada junto aos colaboradores representa os outros 2/3 do peso total do processo.
Durante a premiação, a Radix foi citada como uma das poucas empresas brasileiras que estão no top 20 das Melhores para se Trabalhar na América Latina. – Relembre!

Post to Twitter Post to Facebook

Convidada pela EIC, instituição sem fim lucrativo ligada ao governo britânico, a Radix fará uma apresentação sobre os projetos que executa, mostrando o portfólio difere​​nciado, as oportunidades futuras e os desafios ambientais e técnicos para executivos de diversas empresas brasileiras e internacionais de energia. A palestra será feita pelo engenheiro Pauliran Costa, no dia 28 de julho, no Rio de Janeiro.

“Nosso primeiro contato com a EIC surgiu na OTC (Offshore Technology Conference) 2015, no Rio de Janeiro, onde despertou o interesse deles em conhecer mais da Radix”, explicou Pauliran.

Além da apresentação da empresa para o mercado de energia, o objetivo da Radix é aumentar o networking e a relação com o conselho britânico.
Para saber mais, clique aqui!

Post to Twitter Post to Facebook

Empresa júnior da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Equacione Jr, visitou na última quarta-feira, 20, a sede da Radix no Rio de Janeiro. A equipe aproveitou a viagem para apresentar o projeto de coletas de água, que faz parte do programa Sustentabilidade Radix, durante a XXXVI Semana da Química, do IFRJ.
Durante a visita, a equipe da UFES mostrou o andamento das últimas quatro coletas realizadas e os planos para as próximas duas últimas. Nas análises das coletas já realizadas, a equipe identificou pico de cobre em Colatina e Linhares no mês de abril. Segundo a equipe, além da lama gerada pelo rompimento das barragens em Mariana, o aumento do cobre nos locais  pode ter sido gerado por conta da seca e também por uma possibilidade da lama das barragens continuar descendo. Contudo, os resultados finais serão entregues ao final das últimas coletas.
As coletas de água estão sendo realizadas em Mariana, Barra Longa, Ipatinga, Governador Valadares, Baixo Guandu, Colatina e Linhares. O projeto da Equacione Jr. servirá de base para os estudos do IFRJ e da UniBH, também finalistas do programa Sustentabilidade Radix – Vale do Rio Doce.